EXERCÍCIOS RESOLVIDOS SOBRE CONE

Confira aqui vários exercícios resolvidos sobre cone, todos retirados das últimas provas de concursos.

Não deixe de ver também nossos exercícios resolvidos sobre outros sólidos geométricos e também sobre a geometria espacial.

Bom estudo!

Questão 1 (PM ES – Exatus 2013). O volume do sólido gerado pela rotação de um triângulo isósceles de lados congruentes medindo 5 cm e base medindo 6 cm, em torno da base é igual a:

a) 32π cm³

b) 13π cm³

c) 14π cm³

d) 15π cm³

e) 16π cm³

Resolução

Veja na figura abaixo que, após a rotação em torno da base do triângulo isósceles, teremos um sólido formado por dois cones iguais.

Calcularemos o volume de um deles, e depois multiplicaremos por 2.

Utilizaremos o Teorema de Pitágoras para o cálculo do raio da base do cone:

5² = 3² + r²

25 = 9 + r²

r² = 25 – 9

r² = 16

r = √16

Calculando o volume do cone:

V = Área da base x altura / 3

V = π . 4² . 3 / 3

V = π . 16

V = 16π cm³

Volume total:

2 . 16π = 32π cm³

Resposta: A

Questão 2 (PM ES – Exatus 2013). Dados um cilindro circular reto e um cone circular reto de mesma altura e mesmo raio, é correto afirmar que o volume do cone é igual a:

a) três vezes o volume do cilindro

b) duas vezes o volume do cilindro

c) metade do volume do cilindro

d) terça parte do volume do cilindro

e) sexta parte do volume do cilindro

Resolução:

Vamos comparar cada uma das fórmulas utilizadas para o cálculo do volume do cone e do cilindro.

Fórmula para cálculo de volume de cilindros:

V = π.r².h

Fórmula para cálculo de volume de cones:

V = (π.r².h)/3

Como altura e raio são iguais, claramente o volume do cone é 1/3 do volume do cilindro.

Resposta: D

Questão 3 (SEDUC RJ – COPERJ 2011). A figura abaixo mostra um cilindro reto inscrito em um cone: a base inferior do cilindro está sobre a base do cone, e a circunferência da base superior do cilindro está sobre a superfície lateral do cone.

Sabe-se que a altura do cilindro é a metade da altura do cone e que o volume do cilindro é de 150 cm³ . O volume do cone é:

a) 400 cm³

b) 360 cm³

c) 300 cm³

d) 240 cm³

e) 200 cm³

Resolução

Veja na figura abaixo que podemos utilizar a semelhança de triângulos para concluir que o raio do cilindro também é metade do raio do cone.

Volume do cilindro

Vci = área da base . altura

150 = π.r².h

Volume do cone

Vco = área da base . altura / 3

Vco = π.(2r)².2h/3

Vco = π.4r².2h/3

Vco = 8π.r².h/3

Como π.r².h = 150, temos:

Vco = 8.150/3

Vco = 400 cm³

Resposta: A

Questão 4 (PRF 2008). Considere que um cilindro circular reto seja inscrito em um cone circular reto de raio da base igual a 10 centímetros e a altura igual a 25 centímetros, de forma que a base do cilindro esteja no mesmo plano da base do cone. Em face dessas informações e, considerando, ainda, que h e r correspondam à altura e ao raio da base do cilindro, respectivamente, assinale a opção correta.

a) A função afim que descreve h como função de r é crescente.

b) O volume do cilindro como uma função de r é uma função quadrática.

c) Se A(r) é a área lateral do cilindro em função de r, então A(r) = 50.π.r (1 – r/10)

d) É possível encontrar um cilindro de raio da base igual a 2 centímetros e altura igual a 19 centímetros que esteja inscrito no referido cone.

e) O cilindro de maior área lateral que pode ser inscrito no referido cone tem raio da base superior a 6 centímetros.

Resolução

Veja na figura que o cilindro está dentro do cone.

Analisando cada uma das alternativas.

a) A função afim que descreve h como função de r é crescente.

Basta verificar que a medida que r aumenta, h diminui, ou seja, a função é decrescente.

Para encontrar a equação de h, vamos usar o método dos triângulos proporcionais. Se o triângulo maior, ABC, e o triângulo menor CDE. Veja:

Obs: o fato de -2,5r ser negativo nos prova que a função afim é decrescente.

b) O volume do cilindro como uma função de r é uma função quadrática.

Utilizando a fórmula:

V = π.r².h

V = π.r².(25 – 25r/10)

V = 25π.r² – 25π.r³/10

Veja que a função é cúbica e não quadrática.

c) Se A(r) é a área lateral do cilindro em função de r, então A(r) = 50 r.

A(r) = base.altura = 2π.r.h = 2π.r.(25 – 25r/10) = 50π.r (1 – r/10)

d) É possível encontrar um cilindro de raio da base igual a 2 centímetros e altura igual a 19 centímetros que esteja inscrito no referido cone.

h = 25 – 25r/10 = 25 – 25.2/10 = 25 – 5 = 20

e) O cilindro de maior área lateral que pode ser inscrito no referido cone tem raio da base superior a 6 centímetros.

A(r) = 50π.r (1 – r/10) = 50π.r – 5π.r². (função quadrática decrescente, o ponto máximo de r é o vértice)

xv = -b/2a – -50π/2(-5π) = 5

Resposta: C

Gostou dos nossos exercícios resolvidos sobre o cone? Deixe o seu comentário.

Saber Matemática, o melhor site de matemática para concursos.

Sobre Jordon

Graduado e mestre em matemática pela Universidade Federal do Espírito Santo. Trabalha no BB há 15 anos e atua como professor de matemática nas horas vagas.

One comment

  1. Josué Carvalho

    Exercícios muito consistentes movimentando adequadamente diversos objetos matemáticos.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*