PROVA COMENTADA PC ES 2019 (INVESTIGADOR)

Confira aqui a prova de raciocínio lógico da Polícia Civil do Espírito Santo (PC ES), resolvida e comentada, aplicada em 2019 pela AOCP.

Lembrando que em nosso site você encontra várias provas resolvidas de carreiras policiais.

Boa sorte!

Questão 11. Apresentadas as seguintes afirmações:

I. concurso público significa estabilidade;

II. estudar é fundamental para quem deseja passar em um concurso público;

III. se concurso público não significa estabilidade, então estudar não é fundamental para quem deseja passar em um concurso público;

É correto afirmar que a afirmação III será falsa, quando a(s) afirmação(ões)

a) I e II forem falsas

b) I e II forem verdadeiras

c) I for falsa e a II for verdadeira

d) I for verdadeira e a II for falsa

e) I for falsa ou a II for falsa

Resolução

A afirmação III é uma proposição condicional, que por sua vez só é falsa quando ocorre V⇒F


Daí, a afirmação I deve ser falsa e a afirmação II deve ser verdadeira.

Resposta: C

Questão 12. Considere verdadeiras as seguintes afirmações:

I. sou policial ou não sou legista

II. sou médico ou sou legista

III. sou perito ou não sou médico

Se não sou policial, então,

a) não sou perito e sou médico

b) sou perito e sou médico

c) sou legista e sou perito

d) não sou policial e não sou perito

e) sou legista e não sou perito

Resolução

Consideraremos a afirmação “não sou policial” verdadeira e analisaremos cada uma das 3 afirmações também apresentadas como verdadeiras:

Afirmação I

Temos uma disjunção inclusiva. Como “sou policial” é uma afirmação falsa, “não sou legista” deve ser verdadeira.

Afirmação II

Na afirmação I foi possível concluir que “não sou legista” é uma afirmação verdadeira. Como temos mais uma vez uma disjunção inclusiva, podemos concluir que “sou médico” é verdadeira.

Afirmação III

Na afirmação II foi possível concluir que “sou médico” é verdadeira. Da mesma forma que as demais, podemos concluir que “sou perito” é verdadeira.

Resposta: B

Questão 13. Dada a afirmação: “Todo político é corrupto”, assinale a alternativa que seja uma afirmação logicamente equivalente.

a) “todo corrupto é político”

b) “quem não é político não é corrupto”

c) “um homem é político ou é corrupto”

d) “um homem não é corrupto ou não é político”

e) “todos que não são corruptos não são políticos”

Resolução

Proposições do tipo “Todo P é Q” podem ser reescritas como uma condicional P ⇒ Q.

“Se é político, então é corrupto”

A proposição equivalente a esta é “Se não é corrupto, então não é político”, que pode ser reescrita da seguinte forma:

“todos que não são corruptos não são políticos”

Resposta: E

Questão 14. Considerando p e q duas proposições quaisquer, assinale a alternativa que representa, logicamente, uma tautologia.

a) ~p ∧ p

b) ~p ∧ ~q

c) (p ∧ q) ⇒ (p ∨ q)

d) (p ∨ q) ⇒ (p ∧ q)

e) p ∨ q

Resolução

Relembrando, tautologia é uma fórmula proposicional sempre verdadeira, independentemente dos valores das proposições que a compõe.

Veja na tabela verdade abaixo que isto acontece na letra C.

Resposta: C

Questão 15. Considere a proposição: “O contingente de policiais aumenta ou o índice de criminalidade irá aumentar.”. Nesse caso, a quantidade de linhas da tabela verdade é igual a:

a) 2

b) 4

c) 8

d) 16

e) 32

Resolução

Temos uma disjunção inclusiva com apenas duas proposições simples.

O número de linhas da tabela verdade é igual a:

2² = 4

Resposta: B

Questão 16. Assinale a alternativa que apresenta um argumento lógico válido.

a) Todos os mamutes estão extintos e não há elefantes extintos, logo nenhum elefante é mamute.

b) Todas as meninas jogam vôlei e Jonas não é uma menina, então Jonas não joga vôlei.

c) Em São Paulo, moram muitos retirantes e João é um retirante, logo João mora em São Paulo.

d) Não existem policiais corruptos e Paulo não é corrupto, então Paulo é policial.

e) Todo bolo é de chocolate e Maria fez um bolo, logo Maria não fez um bolo de chocolate.

Resolução

A alternativa A está correta, pois se um elefante fosse um mamute, ele estaria extinto.

A alternativa B está errada pois em nenhum momento é informado que um menino não pode jogar vôlei.

A alternativa C está errada pois a questão não informa que todos os retirantes moram em São Paulo.

A alternativa D está errada pois a questão não informa que todos os honestos são policiais.

A alternativa E está errada pois todos os bolos são de chocolate, logo o bolo que Maria fez também é.

Resposta: A

Questão 17. Dada a proposição: “Se eu investigar, eu descubro o assassino.”, é correto afirmar que ela pode ser reescrita, sem alterar o sentido lógico, igual a alternativa:

a) “Se eu não investigar, eu não descubro o assassino.”

b) “Se eu não descobri o assassino, eu não investiguei”

c) “Descobri o assassino e não investiguei”

d) “Investiguei e não descobri o assassino”

e) “Se eu descobri o assassino, eu não investiguei”

Resolução

A proposição em questão é do tipo p ⇒ q, onde:

p: eu investigo

q: eu descubro o assassino

A equivalente da proposição condicional p ⇒ q é a proposição ~ p⇒ ~q:

“Se eu não descobri o assassino, eu não investiguei”

Resposta: B

Questão 18. Antônio, Bruno, Carlos, Davi e Elias foram selecionados para participar de um programa de televisão, onde eles deveriam ficar trancados em uma casa por 4 semanas. Sobre esses candidatos, sabemos que:

  • os 5 rapazes são de estados diferentes: RJ, SP, SC, ES e PR;
  • Antônio e o rapaz que mora no RJ ficaram logo amigos;
  • Antônio não é paulista e nem catarinense;
  • Elias nasceu no estado do ES;
  • Carlos torce para o mesmo time do rapaz que mora em SP, enquanto o rapaz carioca torce para o time arquirrival;
  • o rapaz paulista e Davi jogaram damas

Considerando as informações apresentadas, de qual estado é o rapaz chamado Davi?

a) RJ

b) SP

c) SC

d) ES

e) PR

Resolução

Podemos resolver este tipo de questão montando a tabela abaixo e inserindo as informações apresentadas no enunciado.

Através da tabela é possível concluir que Davi é do RJ.

Resposta: A

Questão 19. Três funcionários públicos, Antônio, Bruno e Carlos, foram contratados para 3 cargos distintos: perito, legista e médico. Esses funcionários possuem meios de locomoção diferentes: um tem carro, o outro uma moto e o outro uma bicicleta. Considere as seguintes afirmações:

  • o médico possui o carro;
  • Carlos tem uma bicicleta;
  • Antônio é legista.

De acordo com essas afirmações, é correto afirmar que

a) Antônio não tem uma moto

b) Carlos é médico

c) Bruno é perito

d) Antônio tem um carro

e) Bruno tem um carro

Resolução

Montando a tabela com as colunas nome, cargo e transporte, e inserindo as informações dadas nas 3 afirmações, temos:

Conclusão: Bruno tem um carro.

Resposta: E

Questão 20. Dada a afirmação “Ezequiel é perito criminal e Osmar é investigador da polícia”, assinale a alternativa que apresenta a sua negação.

a) Ezequiel não é perito e Osmar não é investigador

b) Ezequiel não é perito ou Osmar é investigador

c) Ezequiel é perito ou Osmar não é investigador

d) Ezequiel não é perito ou Osmar não é investigador

e) Ezequiel é perito e Osmar é investigador

Resolução

Temos uma conjunção (p ∧ q), onde:

p: Ezequiel é perito criminal

q: Osmar é investigador da polícia

A negação pode ser feita através da lei de Morgan:

~ (p ∧ q) = ~p ∨ ~q

“Ezequiel não é perito criminal ou Osmar não é investigador da polícia”

Resposta: D

Gostou da prova de raciocínio lógico resolvida e comentada da PC ES 2019 (investigador)?

Deixe o seu comentário.

About Jordon

Graduado e mestre em matemática pela Universidade Federal do Espírito Santo. Trabalha como bancário há 11 anos e também como professor em cursos preparatórios para ENEM, vestibulares e concursos públicos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*