COMO CALCULAR JUROS SIMPLES

Um dos conteúdos mais básicos da matemática financeira é o estudo dos juros simples. A remuneração de um capital através desse formato é normalmente utilizado em empréstimos informais. Os bancos normalmente utilizam outro tipo de juros que veremos mais adiante.

Nesta página vamos aprender a definição de juros simples, como podemos calculá-lo através de fórmulas e também alguns exemplos práticos.

Bons estudos!

 

 

DEFINIÇÃO:

Podemos definir juros como o rendimento de uma aplicação financeira, ou seja, o valor que deve ser pago pelo devedor ao credor pela utilização do dinheiro. No caso específico dos juros simples, não há capitalização dos juros e estes são calculados somente sobre o capital, não existindo o popular “juros sobre juros”.

Vejamos o seguinte caso:

João toma R$ 1.000,00 emprestado com Pedro, concordando em pagar 2% ao mês no regime de juros simples, durante 10 meses, e após este período, pagar o capital.

Temos que 2% de R$ 1.000,00 é R$ 20,00.

Pelo que foi acordado, João pagará R$ 20,00 pela utilização do dinheiro de Pedro durante 10 meses, sendo que no último mês, além dos R$ 20,00, deverá pagar também o capital de R$ 1.000,00.

Observe que o capital não aumenta. Esta é a principal característica do regime de juros simples.

Obs: O sistema utilizado por bancos e financeiras é o de Juros Compostos, que veremos adiante.

 

 

FÓRMULA MATEMÁTICA

A expressão matemática utilizada para o cálculo é a seguinte:

J = C.i.t, onde

J = juros (valor de juros a ser pago pelo devedor)

C = capital (valor emprestado)

i = taxa de juros (utilizaremos sempre na forma decimal)

t = tempo de aplicação (mês, bimestre, trimestre, semestre, ano…)

 

O valor resultante da soma do capital com os juros gerados é chamado de montante e é representado pela letra M. Veja:

M = C + J, onde

M = montante (valor total pago ao final do empréstimo)

 

 

EXEMPLOS

 

I) Qual o valor dos juros que devem ser pagos por um capital de R$ 1.200,00, aplicado no regime de juros simples a uma taxa mensal de 2%, durante 10 meses?

Temos que:

Capital: 1200

i = 2% = 2/100 = 0,02 ao mês (a.m.)

t = 10 meses

 

Utilizando a fórmula:

J = C.i.t

J = 1200 x 0,02 x 10

J = 240

 

II) Qual o montante pago ao final de um empréstimo de R$ 5.00,00, aplicado no regime de juros simples
a uma taxa mensal de 3%, durante 5 meses?

Temos que:

Capital: 5000

i = 3% = 3/100 = 0,03 ao mês (a.m.)

t = 5 meses

 

Utilizando as fórmulas:

J = C.i.t

J = 5000 x 0,03 x 5

J = 750

M = C + J

M = 5000 + 750 = 5750

 

Gostou do conteúdo? Muito fácil não é mesmo? Fica mais fácil ainda quando o estudante tem domínio sobre as progressões aritméticas.

Até a próxima!

Sobre Jordon

Graduado e mestre em matemática pela Universidade Federal do Espírito Santo. Trabalha como bancário há 10 anos e também como professor em cursos preparatórios para ENEM, vestibulares e concursos públicos.

Deixe uma resposta

eu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *

*