Intervalos Reais

O conjunto dos números reais, representado pela letra R, possui vários subconjuntos. Vamos abordar nesta página os subconjuntos que são chamados de intervalos, e que são determinados por meio de desigualdades.

Imagine, por exemplo, a infinidade de números reais existentes entre os números 1 e 2. Podemos dizer que todos os números Reais entre 1 e 2 formam um subconjunto dos números reais.

O intervalo I em questão pode ser representado de três formas diferentes.

 

Utilizando colchetes:

I = ]1, 2[

 

Utilizando desigualdades:

I = {x∈R | 1<x<2}

 

Utilizando a reta real:

exemplo 1 de intervalo real

Repare que representamos o intervalo entre 1 e 2. Mas sem incluir esses dois extremos.

 

 

Veja agora como é a representação desse intervalo, quando queremos que os extremos façam parte do subconjunto:

 

Utilizando os colchetes:

I = [1, 2]

 

Utilizando as desigualdades

I = {x∈R | 1≤x≤2}

 

Utilizando a reta real:

exemplo 2 de intervalo real

 

Reparou a diferença? Quando utilizamos os colchetes, nós mudamos o sentido, quando utilizamos as desigualdades, nós alteramos para “menor ou igual”, e quando utilizamos a reta real nós a pintamos. Simples não é?

 

 

Vamos a outro exemplo:

Representar o subconjunto dos Reais maiores ou iguais a 1:

 

Utilizando os colchetes:

I = [1, ∞[

Utilizando as desigualdades

I = {x∈R | x≥1}

Utilizando a reta real:

exemplo 3 de intervalos reais

 

 

Operações com intervalos reais

Na resolução de equações, é muito comum utilizarmos a representação na reta real. Ela se faz necessária quando necessitamos realizar operações de união e interseção de intervalos reais. Veja o exemplo:

Sejam os intervalos A: ]1, 3] e B: [2, 4[. Represente os intervalos formados pela união e pela interseção de A e B:

Veja na reta real a representação dos intervalos A e B e como é fácil observar a união e a interseção:

exemplo 4 de intervalo real

Observando a figura, é fácil observar que:

A∪B = ]1, 4[

A∩B = [2, 3]

 

 

Sobre Jordon

Graduado e mestre em matemática pela Universidade Federal do Espírito Santo. Trabalha como bancário há 10 anos e também como professor em cursos preparatórios para ENEM, vestibulares e concursos públicos.

Deixe uma resposta

eu endereço de email não será publicado. Campos Obrigatórios *

*